sábado, 15 de setembro de 2007

Cada gota uma rosa


Derramarei a última gota vermelha
na estrada da ilusão
deste sangue que goteja
demarcando uma paixão.

Cada gota, um esquecimento
em cada esquecimento ,uma dor...
em cada dor, um pedido de socorro,
em cada gota, o amor.

Brotará neste chão manchado
rosas repletas de espinhos,
que se alimentarão de cada gota do meu
sangue gotejado no caminho.

Gota por gota
respingando em desalinho,
regando as rosas negras
que brotaram no caminho.

Cada gota, um esquecimento,
em cada esquecimento, uma cicatriz
das rosas negras que brotaram dentro
do meu peito criando tua raiz.

Leni Martins



3 Comentários:

Blogger S.V disse...

E de gota em gota escreves-te um poema lindo.

Sílvia

7 de agosto de 2009 06:22  
Blogger loba disse...

mto bom os poemas...
Olhos tampados,
nao enxergo nada
pois acabo de fazer uma besteira
o dor q bate no meu peito
e arde sem ei ver
pessoa feliz ?
nao!
Era feliz.
Minha aparencia pode transpareçer ser feliz
mas dor dentro estou queimando
me encontro no escuro
nao acho a luz.

21 de setembro de 2010 16:46  
Blogger Murcilago disse...

...se cada gota que nutre
esse jardim enegrecido
for feita de paixao
mordidez e loucura
na formosura da escuridao
rego teu corpo na cura
rego teu coracao
para que miriades de olhos crescam
como estrelas desejam
mais uma palavra sua..entao

retribuindo uma antiga visita
bj
eu...

28 de janeiro de 2014 08:36  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial

Nocopy total

Clique com o botal direito e tecle alguma letra !!

Obs.: Desabilita tecla e mouse.

 


http://www.felipewd.kit.net/