sexta-feira, 21 de março de 2008

Ressurreição



Ressurreição.

Ressurgirei das cinzas
num leve sobro do vento,
de alma lavada,
intacta...
de onde estou há muito tempo.

Nos porões da minha saudade,
mantenho-me em cativeiro,
juntando os meus pedaços
que um dia foi inteiro.

Ressurgirei com a força
de um guerreiro...
Deixando minha fraqueza no passado
e todo meu medo.

Abrirei meu peito num suspiro
profundo,
renascendo para vida,
deixando penetrar em minha alma
toda luz que há no mundo

Ressurgirei deste casulo
como as borboletas nascem depois
de muito tempo no escuro, no esplendor
de suas cores batem asas pro futuro.

Renascerei...
Ressurgirei de toda dor contida...
Em meio aos jardins, serei uma
flor ainda não colhida,
orvalhada pelo sereno da madrugada que
se finda.

Em meio às constelações serei
uma estrela expressiva
que ofuscará repentinamente
lampejos em tua retina.
Leni Martins

4 Comentários:

Blogger S.V disse...

Pois é... gosto de comentar poemas que ainda não tem comentário. Não perguntes porquê porque não sei a resposta. Quanto a este teu poema: que as tuas preces se cumpram, minha amiga.

Sílvia

7 de agosto de 2009 06:20  
Blogger Bloodmanson disse...

nossa esse poema me fez lenbras da fanix que renasce do fogo!!
aiai seus poemas realmente são lindos!!
lini te adoro vc é minha fonte de insperação!!

24 de março de 2010 11:35  
Blogger RoseMortali disse...

Olá!
Venho acompanhando seus poemas, e me surpreendo a cada dia com esses teus versos tão sinceros. São minha fonte de inspiração para escrever.
Beijos anjos!

17 de julho de 2015 21:17  
Blogger RoseMortali disse...

Olá!
Tenho acompanhado seus poemas e confesso me surpreender com versos tão sinceros. Vossos poemas são minha fonte inspiradora.
Beijos anjo!

17 de julho de 2015 21:20  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial

Nocopy total

Clique com o botal direito e tecle alguma letra !!

Obs.: Desabilita tecla e mouse.

 


http://www.felipewd.kit.net/